Jovens do MST participa do I Encontro de Jovens Rurais da Bahia

Jovens do MST participa do I Encontro de Jovens Rurais da Bahia

Cerca de 300 jovens participam do I encontro da juventude do campo na Bahia

 

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia

de Voz do Movimento

 

O sentimento jovem ocupou Aldeia Boca da Mata na zona rural do município de Porto Seguro extremo sul baiano, nesta sexta-feira (23), durante a Solenidade de abertura do I Encontro de Jovens Rurais de Porto Seguro com tema “ As perspectivas da juventude rural e o futuro da agricultura familiar” que aconteceu nos dias 25 de agosto.

Cerca de 300 jovens camponeses e indígenas participaram desse evento com animação e abertos a novos saberes.
Washington Borges superintende de juventude de Porto Seguro, destacou a importância do encontro, enquanto formação de senso crítico. “Reunir a juventude, que por si só, já muito diversa; é proporcionar a discussão sobre perspectiva de futuro, o que podemos pensar sobre agricultura familiar. É um debate de extremo valor. A idéia é dar continuidade a esse debate entre os jovens que não puderam vir para esse evento”, falou Borges.

Para Nicole Amayhã jovem moradora da Aldeia Boca da Mata, ressalta que “ a riqueza de encontro deste dentro da Aldeia pode fazer o intercâmbio de cultura entre povos indígenas e não indígenas, assim aprender a valorizar a cultura do outro” afirma Amayhã.

Para o jovem Edson Santana, militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra- MST e residente do assentamento Milton Santos, “Cabe aos jovens, lutar para que suas necessidades sejam atendidas em suas especificidades. Tenho muita esperança, que saíremos daqui, jovens mais aguerridos, mais batalhadores por melhorias para o coletivo da nossa comunidade, mas, sobretudo, para campo.”

“O jovem precisa de protagonismo, quer ser sujeito orgânico e construtor de sua história, e nesse espaço temos debatido toda essa problemática que envolve a juventude do campo, estamos apenas buscando um direito nosso, nada mais”, Conclui Santana.

Os participantes do evento vão contar com uma vasta programação que inclui Palestras sobre juventude em processo educacional da Bahia. Terão mais de ainda 11 oficinas, três plenárias e ainda a promoção de noites culturais, durante os dias de evento.


O encontro vem da visibilidade ao jovem do campo, e trazer possíveis soluções para um problema que é geral em toda a juventude, a autossustentação e a permanência do jovem no campo

Fechar Menu