Acampamento do MST está ameaçado de despejo em Juazeiro

Acampamento do MST está ameaçado de despejo em Juazeiro

Recentemente passamos por um processo de reintegração de posse truculento e violento que acometeu as famílias sem terras dos acampamentos Abril vermelho, Iraní e Doroth nos municípios de Juazeiro e Casa Nova.

E diante da difícil conjuntura que vivemos, mais uma vez presenciamos uma ameaça de despejo. O acampamento Palmares, localizado no município de Juazeiro é fruto da ocupação realizada em novembro de 2009 na antiga Fazenda Mariad.

Nesses 10 anos com muito trabalho e dedicação, apesar da pouca água disponível para a irrigação vinda do Rio São Francisco, a produção é intensa. São 2.500 toneladas de uva por ano, 920 de macaxeira, cerca de 1.000 cabeças de cabras e ovelhas, além de gado, milho, batata doce, abóbora, alface, cheiro verde, melância, manga, mamão, maracujá, siriguela, entre outros.

Cerca de 80 famílias do Movimento Sem Terra lutam pelo acesso democrático a terra, garantindo a soberania alimentar e defendendo que a propriedade cumpra a sua função social, produzindo alimentos que atendam às necessidades do povo do campo e da cidade.

Despejar as famílias de suas casas, destruir vidas e sonhos, devastar a produção cultivada a cada dia, a cada suor é mais que contraditório, é injusto, é desonesto, é perturbador, é crime!

#SeCalarmosAsPedrasGritarão #PalmaresResiste! #Resistiremos

Fechar Menu