Famílias comemoram 19º Aniversário do Assentamento Primeiro de Abril.

Famílias comemoram 19º Aniversário do Assentamento Primeiro de Abril.

Na última quarta-feira (01), aconteceu o 19° Aniversário do assentamento Primeiro de Abril, no município de Ipirá, na Chapada Diamantina.

O Assentamento que traz em seu nome homenagem à data em que foi ocupada, é fruto de muita luta e resistência do MST na Bahia.

O momento em que estamos vivendo impossibilita que seja comemorada está conquista como as famílias assentadas estão acostumadas, momentos como este são de muita festa com os companheiros de luta, abraços e muitos sorrisos são características das nossas confraternizações, que hoje não podem acontecer, porém isso não faz com que deixemos de celebrar a conquista do povo.

História do Assentamento

Em 1º de Abril de 2001, 35 famílias ocuparam as margens da BR 242, em uma semana este número subiu para 295.

Neste processo, os acampados viviam e plantavam nas margens da BR, por isso nunca ouve despejo, mas os desafios e lutas eram travados diariamente por cada um que vivia ali, em Agosto de 2004, aconteceu um incêndio que atingiu 75 barracos do acampamento, trazendo muito prejuízo e insegurança aos acampados, mesmo com isso eles não desistiram da luta.

Em 12 de Dezembro do mesmo ano foi entregue a emissão de posse aos acampados que puderam finalmente adentrar à Fazenda que antes era do senhor Antônio José, e se encontrava improdutiva.

Foram assentadas 85 famílias, o local tem 12.360 tarefas de terra, e hoje os assentados e assentadas tem uma diversidade de produção entre criação, grãos, hortaliças, frutas, artesanatos e muito mais.

E durante os anos de assentamento muitas lutas foram travadas por cada família, e como resultado delas hoje os assentados colhe seus frutos, a organização coletiva possibilita que atualmente eles tenham suas lavouras irrigadas coletivamente com recursos próprio, e os alimentos cultivados são destinados à venda no comercio da cidade para a renda das famílias e para consumo próprio.

Essa é uma vitória do MST e de cada família que acredita que a transformação social é possível, e que é com muita luta, organização e coletividade que avançaremos como sociedade para uma vida digna.

Fechar Menu