Dia das Mães: MST doa 5 toneladas de alimentos na Chapada Diamantina

Dia das Mães: MST doa 5 toneladas de alimentos na Chapada Diamantina

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia

Para Voz do Movimento

Neste último domingo (10/05), data em que se comemora o dia das mães, agricultores e agricultoras Sem Terra da Regional Chapada Diamantina, organizados na Brigada Maria da Glória, doaram cinco toneladas de alimentos no município de Nova Redenção/BA, e mais vinte e três cestas básicas às famílias necessitadas no Assentamento Beira Rio – município de Boa Vista do Tupim.

A ação é a uma continuidade do ato de solidariedade realizado pelo MST no Abril Vermelho, data em que ocorre a Jornada Nacional de lutas do Movimento e traz à memória o Massacre de Eldorado dos Carajás.

No mês de abril, em ato de solidariedade contra o COVID-19, o MST Chapada doou cerca de 12 toneladas de alimentos para famílias necessitadas e para hospitais em municípios da região, ao todo foram 200 toneladas no estado. Dessa vez, as doações se concentraram no município de Nova Redenção e no Assentamento Beira Rio em Boa Vista do Tupim.

Banana da terra e da prata, Abóbora, Tomate, Quiabo, Mamão, Aipim, Milho, Hortaliças, Laranja, Limão, Melão e Maxixe, compuseram alguns dos diversos gêneros alimentícios doados pelas famílias. Os alimentos foram ofertados à hospitais, creches e à população carente dos municípios.

Para Abraão Brito – Articulador Político do MST na Regional Chapada Diamantina, o Movimento tem vivido um dos maiores momentos de solidariedade do Brasil, pois mesmo com a dificuldade de produzir sem recursos, e apoio do governo, o povo Sem Terra tem se desafiado a produzir comida para pôr na mesa de suas casas, e também, nas casas das pessoas que vivem nas cidades.

“Estamos preparando mais de 150 hectares de terra para plantarmos até o mês de julho, estamos muito preocupados pois sabemos que tanto o Bolsonaro quanto o COVID-19 é o mesmo vírus, pois, mata o povo brasileiro, mata trabalhadores todos os dias. Isso é muito agravante, pois, matam mais do que todas as guerras juntas, ” afirma Abraão.

Porém, segundo ele, o MST vem produzindo o maior número de alimentação orgânica do Brasil, para fazer doações nas cidades, periferias, comunidades, pequenos povoados, entres outros. Na Regional Chapada Diamantina, este ano, já foram doadas cerca de dezoito toneladas de alimentos, entre os municípios de Iramaia, Itaetê, Lajedo Tabocal, Wagner, Boa Vista do Tupim e Nova Redenção. “O MST continuará plantando para ajudar a pôr comida na mesa do povo Brasileiro”.

Fechar Menu