NA BAHIA, ORGANIZAÇÕES E MOVIMENTOS POPULARES CONSTITUEM A REDE DE SOLIDARIEDADE DA CAMPANHA PERIFERIA VIVA

NA BAHIA, ORGANIZAÇÕES E MOVIMENTOS POPULARES CONSTITUEM A REDE DE SOLIDARIEDADE DA CAMPANHA PERIFERIA VIVA

Por Djacira Araújo Dirigente do MST , da Coordenação estadual da Campanha Periferia Viva

Para Voz do Movimento

A Campanha periferia viva é uma rede de ação solidaria   que engloba vários movimentos populares e entidades sindicais e religiosas que se uniram para trazer a solidariedade para as vítimas da corona vírus e ou afetadas pelo agravamento dos problemas sócio econômicos resultados desta grave crise, sanitária, econômica e política.

 A través da solidariedade,  as organizações populares buscam fortalecer  a solidariedade necessária para atravessarmos esses tempos difíceis, cuidando para a prevenção da saúde, preservando vidas,  fortalecendo os cuidados de si e do outro e  semear a luta e  organização popular pois as transformações  e superação dos problemas  que estamos vivenciando hoje, será o resultado dos esforços do povo, resistindo e se organizando  formas de cuidados, de cooperação, luta por direitos, e geração e distribuição de renda.

A campanha Periferia Viva, organiza arrecadações e as doações e de alimentos, kits de higienização, mascaras, a famílias das periferias, que estão sobre grave impactos ocasionados pela corona vírus.

Além da doação de alimentos a campanha periferia viva, vem articulando redes de apoio aos cuidados de saúde, e redes   de defesa dos direitos humanos e apoio jurídico.

A campanha periferia viva tem o objetivo de prestar solidariedade as famílias em situação de vulnerabilidades, e ou atingidas pela Covid 19, ou impactadas pela falta de alimentos, moradia, e desemprego, decorrentes desta situação de grave crise sanitária, econômica e política que estamos atravessando no Brasil.

Na Bahia a campanha periferia viva conta com a participação de vários movimentos dentre eles Movimento das Trabalhadoras e dos Trabalhadores por Direitos (MTD), os movimentos dos trabalhadores Rurais  Sem Terra (MST), a Consulta Popular ( CP ) e o Levante Popular da Juventude Movimento dos Atingidos e atingidas por barragens (MAB), Movimento dos pequenos agricultores (MPA), o Sindipetro, Congresso do Povo, Movimento dos Atingidos pela Mineração (MAM) Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), e Associação dos Professores Universitários da Bahia. Além de apoios e participação de outras organizações como pastorais, dentre outras.

A participação e constituição da rede de ação solidaria e dos movimentos que nela se integram e participam além de envolver os movimentos de representação nacional, depende das organizações populares em cada município.  

Atualmente A CAMPANHA PERIFERIA VIVA na Bahia tem realizado ações de solidariedade em seis municípios, e ilha de maré, além dessas atividades articuladas também vem ocorrendo inúmeras ações de solidariedade realizadas pelos movimentos populares do campo que vem fazendo doações de produtos das roças em diversas comunidades e municípios da Bahia, mesmo onde ainda não se consolidou uma coordenação ampliada da campanha.

Em Salvador   a campanha periferia viva vem realizando atividades de apoio e solidariedade a famílias em situação vulneráveis, em bairros como Plataforma e Cajazeiras, e comunidades de ilha de maré.

Os movimentos populares que atuam na coordenação estadual da campanha periferia viva, seguem organizando as doações e   as arrecadações de alimentos, materiais de higiene e saúde que serão destinados e as comunidades e famílias assistidas pela campanha periferia viva, bem como mobilizando voluntários para se somarem nas diversas frentes de ação, ( doações, equipes de saúde, direitos humanos)  e ao mesmo tempo ampliando  as áreas de atuação para outras regiões e municípios em que estes os movimentos atuam.

Diante do desgoverno, e da grave crise política econômica e sanitária que estamos vivendo no Brasil, os nossos movimentos compreendem a importância de multiplicar a solidariedade para salvar vidas, e atravessar estes tempos difíceis, seguindo juntos na luta em defesa da democracia, da justiça social e lutando pela saúde e dignidade do nosso povo.

Fechar Menu