Nota de Apoio ao MST da Bahia

Nota de Apoio ao MST da Bahia

Por Marília Lomanto Veloso – Advogada Bahia

Para MST da Bahia em Solidariedade

Surpresa, indignação e perplexidade foi o resultado das notícias trazidas no Instagram do MST, ao vivo, com as denúncias e o debate das lideranças do movimento João Paulo Rodrigues, da Nacional, Evanildo Costa, da Bahia e do deputado federal Valmir Assunção, (PT BA) sobre a Portaria do ministro da Justiça, autorizando a Força Tarefa a se deslocar para o Extremo Sul da Bahia, contra as famílias assentadas em Rosa do Prado e Mucuri. Em meio à Pandemia, essa é de fato uma atitude institucional perversa e dolosamente direcionada a sujeitos reconhecidos por lutas em defesa de direitos constitucionalmente garantidos. O governo Jair Bolsonaro e sua claque demonstram, mais uma vez, a face genocida que expõe a riscos vidas humanas para atender à mesquinha e rasteira política de perseguição ao povo da terra. A ação covarde é claramente contra o MST e sua luta pela terra, por moradia por educação, por condições de vida digna. As forças populares organizadas, os coletivos de lutas, as instituições democráticas do Estado da Bahia não podem se quedar em silencio diante dessa brutal, abusiva e indecorosa medida que não só arrisca a vida de centenas de trabalhadores e trabalhadoras como revela uma covarde e sórdida ameaça à força política que a Bahia tem construído na resistência ao autoritarismo e ao governo de exceção que se implementou no país desse o afastamento da presidenta Dilma, legitimamente eleita pelo voto popular. Dizer NÃO a essa intervenção brutal, violenta e flagrantemente despropositada é uma questão de honra, de brio, de justiça e de defesa do respeito que o governo deve às famílias assentadas e ao povo da Bahia.

MOBILIZAÇÃO JÁ, em defesa do MST em Rosa do Prado e Mucuri. Vamos às ações concretas?

Fechar Menu