NOTA EM SOLIDARIEDADE AO MST  CONTRA A INTERVENÇÃO DA FORÇA NACIONAL NO EXTREMO SUL BAHIA

NOTA EM SOLIDARIEDADE AO MST CONTRA A INTERVENÇÃO DA FORÇA NACIONAL NO EXTREMO SUL BAHIA

Por Consulta Popular

A Consulta Popular presta solidariedade às famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra que receberam, na última quarta-feira (02), a notícia da portaria do Ministério da Justiça autorizando o envio da Força Nacional de Segurança Pública, para áreas de assentamentos do Movimento, nos municípios de Prado e Mucuri, localizados no extremo sul da Bahia.

Essa é uma região do nosso estado onde existem profundas contradições impostas pelo agronegócio, através do monocultivo de eucalipto, que contamina a diversidade da agricultura familiar, e ameaça o modo de vida de camponeses e indígenas.

Além do grave impacto das crises econômica, política, social e sanitária, as famílias dos assentamentos precisam lidar com uma intervenção da Força Nacional, uma demonstração da política bolsonarista, neofascista, que pretende enfraquecer e desarticular os movimentos sociais. Um governo que se posiciona ao lado dos ruralistas, dos empresários e do agronegócio.

O MST na região é responsável pelo enfrentamento e a resistência ao projeto de morte do agronegócio, com 30 áreas de Assentamento, nas quais estão assentadas e organizadas centenas de famílias em torno da reforma agrária popular, independente do INCRA.

O envio da força nacional para intervir nos assentamentos é uma tentativa de intimidar o MST, movimento legítimo de luta política pela reforma agrária, assim como uma afronta e uma tentativa de deslegitimação da política de segurança do estado da Bahia, pela ação desrespeitosa e sem diálogo com o governo estadual. É uma intervenção militarista que desrespeita o pacto federativo e fere a democracia brasileira.

Nós da Consulta Popular estamos ao lado das famílias sem terra violentadas pela ação autoritária e cruel do governo Bolsonaro. A luta do MST pela reforma agrária é parte essencial na defesa da soberania popular, no enfrentamento à concentração de terras e ao agronegócio. A histórica luta pela terra é que nos assegura as conquistas do direito de produzir, viver da terra e a garantia de alimentação saudável a todo o povo brasileiro.

Toda Solidariedade ao MST!
Em defesa da Democracia
Pátria Livre, Venceremos
Consulta Popular Bahia, Setembro de 2020.

Fechar Menu