Ato Ecumênico em comemoração aos 33 anos do MST na Bahia

Ato Ecumênico em comemoração aos 33 anos do MST na Bahia

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia

Ocorreu ontem (07) na Escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta Egídio Brunetto (EPAAEB), na região do extremo sul da Bahia, situada entre os municípios de Itamaraju, Prado e Teixeira de Freitas um Ato Ecumênico em comemoração a trajetória de luta do MST de 33 anos no estado da Bahia.

Com a presença de líderes de diferentes designações religiosas, cerca de 150 agricultores e agricultoras da reforma agrária, simpatizantes da organização e amigos estiveram presentes e comemoraram o dia em que a primeira cerca do latifúndio foi rompida no estado baiano, em 1987.

O ato possui um grande significado para todos aqueles que se sentem representados pela bandeira vermelha e que desde então vem resistindo no território com seu barraco de lona, com a Produção de alimentos, na luta por transformação social e por melhores condições de vida.

Milhares de sonhos estão sendo construídos e milhares de outros serão quando as terras improdutivas forem distribuídas entre a classe trabalhadora, que é o povo que realmente contribui para um país mais digno e mais igualitário.

A intolerância religiosa não cabe dentro de uma organização como o MST que respeita e abraça a diversidade e a luta de cada individuo. Marca a união de todos pela fé, em um único espaço, o ato demonstra isso.

A atividade deu iniciou por volta das 15h e finalizou às 17h. E foi transmitida pelas redes sociais do MST, como facebook e youtube.

Fechar Menu