MST na Bahia realiza campanha de solidariedade em comemoração aos 33 anos de resistência do Movimento Sem Terra

MST na Bahia realiza campanha de solidariedade em comemoração aos 33 anos de resistência do Movimento Sem Terra

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia

Para Voz do Movimento

Famílias moradoras de áreas periféricas do estado baiano recebem doação de alimentos oriundos da luta pela reforma agrária na região.

Enquanto o governo Bolsonaro manda a Força Nacional para o Extremo Sul da Bahia, no objetivo de abalar a estrutura do movimento dos trabalhadores Rurais Sem Terra-MST, as famílias das áreas de assentamentos e acampamentos da região continuam dando um show de solidariedade. A ação aconteceu contendo todas as medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde para evitar a propagação do vírus.

A solidariedade que sempre fez parte das ações do movimento dos trabalhadores rurais sem terra ganharam maior proporção e fortalecimento entendendo o período de calamidade pública e o descaso do governo para com a população, perante o quadro pandêmico.

‘’Desde que se iniciou a pandemia, o MST tem feito diversas doações em várias regiões do país, em comemoração aos 33 anos não poderia ser diferente, o Movimento Sem Terra saiu para as ruas em ato de solidariedade assim fortalecendo ainda mais o laço entre Campo é a cidade’’, comenta Adelaide purificação da Direção Regional e do Coletivo de juventude.

 ‘’No período em que 5 kg de arroz custam quase 50 reais, auxílio baixa de 600 pra 300 reais e o governo de Jair Bolsonaro faz descaso com a saúde da população brasileira, o MST faz um lindo ato de solidariedade levando alimento a mesa de quem não tinha no momento 1 kg de feijão  pra por na mesa’’ Reitera, Adelaide.

‘’ O dia de ontem nos faz reafirmar que as lutas dos nossos companheiros ao longo do 33 anos valeram a pena. O rosto de cada família  e as expressões representadas nos faz acreditar que dias melhores virão. Seguiremos existindo, resistindo, produzindo e hasteando a bandeira vermelha’’, conclui

As principais ações de solidariedade desenvolvidas pelo MST estão voltadas para a doação de alimentos, em diversos formatos, como cestas básicas, feiras e marmitas. No entanto, doações de sangue, agasalhos, álcool, máscaras, sabão, kits de higiene em geral também estão sendo distribuídos nas áreas periféricas da região.

Nesta última semana a campanha de solidariedade ocorreu novamente em diversas regiões do território. Diversos municípios do Extremo Sul e da Chapada Diamantina receberam cestas e sacolas contendo produtos da reforma agrária. Dentro da programação de comemoração dos 33 anos do MST na Bahia, foram doadas mais 70 toneladas de alimentos para instituições de caridades, entidades sem fins lucrativos e bairros periféricos.

A organização social declara que ações como está estão sendo construídas em todo o território nacional, doando o que se tem de produção de qualidade nas áreas de reforma agrária, lutando contra a fome, em defesa dos direitos da classe trabalhadora e contra um governo que tenta de todas as formas impedir que as ações de solidariedade aconteça.

Fechar Menu