Acampamento Fabio Santos da regional extremo sul celebra loteamento da área

Acampamento Fabio Santos da regional extremo sul celebra loteamento da área

Por Coletivo de comunicação do MST na Bahia

As Famílias da área Fábio Santos, por meio de um ato politico e simbólico, comemora a conquista dos lotes no extremo sul baiano.

Na noite deste sábado (12), a área de acampamento Fábio Santos localizado no município de Teixeira de Freitas – BA, pertencente à Brigada Olga Benário soleniza a entrega de lotes para 100 famílias Sem Terra.

A área Fábio Santos tem o seu nome em homenagem a um importante líder que lutou pela terra e pelo MST durantes anos de sua vida sendo brutalmente assassinado em frente a seus familiares, mas que deixou um legado que inspira os acampados a permanecer em busca do sonho de conquistar a terra. A área teve inicio com cerca de 160 famílias acampadas e com um despejo que nem por um momento foi visto como uma barreira para avançar no enfretamento ao latifúndio.

O acampamento foi ocupado no dia 24 de março de 2014, por aproximadamente 1.200 mulheres vindouras de áreas de periferia, comunidades carentes organizadas e conduzidas por meio do desejo, de por fim a mais um latifúndio que escraviza a classe trabalhadora. A partir daí construir o sonho de ter o seu pedaço de terra para cuidar, plantar e viver dignamente com sua familia.

De acordo com Ana Paula, militante do MST e também assentada no Fábio Santos, a ação de sábado, para os militantes do acampamento foi muito importante  “É uma luta que viemos e conquistamos durante seis anos de muita persistência e espirito de sacrifício para cada um de nós, principalmente quando relembramos o período de ocupação.’’

‘’Quando quebramos as correntes desse latifúndio, ocupamos e resistindo até o dia de hoje , dia após dia com cada militante, não é fácil, mas ontem foi um dia de alegria, realizando o sonho da nossa conquista. Agora é arregaçar as mangas e produzir, pois esse é nosso objetivo. Produzir é o sonho de cada um. Todos estão satisfeitos e felizes. Nós podemos ver a satisfação de cada um e cada uma’’. Continua.

‘’Quando estamos diante dessas conquistas mais temos a certeza da importância do MST. Podemos mostrar para a sociedade o que viemos fazer nessa terra –  firmar nossas raízes ‘’, finaliza, Ana Paula.

A atividade foi organizada pelas próprias famílias do acampamento, que durante o ato demonstrou tamanha emoção, de após anos consolidar um ato tão sonhado, que é ter acesso a um pedaço de terra.

Leon Cordeiro, militante do MST e também assentado na área, expressou sua emoção diante do ato, relatando a sua história de vida com muita luta, comenta que sua luta é desde o nascimento, “Por ter nascido doente, pela dificuldade que passei durante anos da minha vida. Trabalhei durante um tempo como feirante até que na busca por produtos para comercializar conheci o acampamento Fábio Santos’’.

Com sua trajetória de quatro anos de de acampamento, Cordeiro ressalta a importância da união existente dentro da comunidade, sendo como uma grande família de luta, “Quero morrer nessas terras e trabalhar até ficar bem velhinho’’. Continua. 

“O movimento pra mim é a minha vida. Eu vim de São Paulo sem nada e hoje tenho duas famílias, a minha e a família Fábio Santos que me abraçou. Sinto-me privilegiado por estar conquistando meu pedaço de terra. Aqui a gente vai trabalhar muito para produzir alimento e mostrar para a sociedade que nós estamos nesses lotes, para produzir alimentação saudável, agroecológica para todos’’, conclui Cordeiro.

A direção do MST esteve presente durante a ação e reforçou a importância de estar loteando mais um assentamento em um ano e que se tem no governo um declarado inimigo da Reforma Agrária e da classe trabalhadora.

O Deputado Federal Valmir Assunção (PT-BA) acompanhou todo o ato e firmou seu compromisso em defesa da Reforma Agrária e do incentivo a politicas publicas para o campo. Entre outras presenças estavam vereadores recém-eleitos e militantes do partido dos trabalhadores (PT).

Fechar Menu